Sobre o nascer do sol e o triunfo da luz sobre a escuridão

Wellington Agápto - Clube Estilo Alpha

E aí Alpha! Tudo certo? Neste final de semana tive a oportunidade de passar dois incríveis dias em São Thomé das Letras - MG. E com isso tive o privilégio de pela primeira vez na vida poder acompanhar o nascer do Sol. Logo, diante de tudo que já vi na vida eu posso dizer que foi uma das melhores experiências pelo qual tive o privilégio de admirar. Diante disto escrevi um pequeno texto sobre o sentimento de estar diante de tamanho esplendor. 

Sobre o nascer do sol e o triunfo da luz sobre a escuridão


Você está cansado. Não dormiu direito pois fez uma longa viagem. Chega e sobe uma trilha as quatro e meia da manhã. Sua cama e coberta nunca fizeram tanta falta. Um caminho escuro clareado apenas pela luz da lua e celulares com pouca bateria, o vento gelado passa pelo seu rosto como agulhas, seus pés doem, sua respiração é afetada pela umidade no ar, e a coberta continua fazendo cada vez mais falta. A vida nunca é fácil, seus problemas vem a tona, suas dúvidas, decisões, erros e acertos. De que vale a nossa vida? (Talvez você se pergunte).

Quando de repente diante de uma imensa escuridão, uma luz começa a aparecer. E tudo que era coberto de trevas aos poucos vai sendo iluminado e passa a demonstrar toda a sua beleza. Beleza esta que até a poucos minutos estava encoberta. É quando você olha ao horizonte, e ele começa a nascer. Esplêndido! Exuberante! Como um ser mitológico que já fora adorado por ser confundido com um deus.

Sol é o seu nome.

E no seu nascer é quando suas esperanças se renovam, sua força vem a tona, seus raios não parecem iluminar apenas o ambiente, mas também as nossas almas. É ali que o dia começa, é a chance de fazer diferente, e você percebe que não importa o quão você tenha sofrido, ou o quanto sua noite tenha sido longa, o Sol sempre irá te garantir um novo amanhecer.

O quê eu aprendi com o nascer do Sol? 

Que ainda que você esteja dormindo no momento em que ele dá o seu maior espetáculo ele não parece se importar, pois ele nunca deixa de brilhar.

Que possamos ser como o Sol e entendermos que a nossa luz é única, e não importa se ninguém a admire, pois o importante é que ninguém, mas ninguém nesse mundo poderá apagá-la.

Áh!! E a coberta? Já não irá te fazer falta, pois uma vez que você esteja iluminado a sua luz irá aquecer não só a você, mas a todos ao seu redor ...

Um grande abraço do seu sempre amigo,
Wellington Agápto.

E não se esqueça do nosso lema: A vida é curta. Seja Alpha! 

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Instagram

Siga-nos