Filme Estilo Alpha: Um lugar silencioso


Filme Estilo Alpha: Um lugar silencioso

Fala Alphas, tudo bem?! O filme dessa semana é o aclamado “Um lugar silencioso”, um terror psicológico que se passa no ano de 2020 exatamente, onde uma estranha criatura, cega, usa a audição para caçar suas presas. Vemos aqui uma família que faz de tudo para sobreviver a esses monstros, acompanhamos o drama deles, que de forma muito criativa, fazem de tudo para evitar os barulhos e chamar a atenção dessas criaturas.

O diferencial desse filme na verdade é o som, a trilha sonora e o design de som são essenciais para uma experiência completa. Se vocês conseguirem, assistam a esse filme em uma daquelas salas 4XD onde o som é melhor, pois isso lhe trará uma submersão bem maior que as telas convencionais. Pois como há ausência do som, qualquer movimento, qualquer outro barulho é super desenvolvido, você se assusta com eles, fora outros sons que você consegue identificar, como rangido de uma porta, as folhas espalhadas, os passos na floresta. Realmente muito bom.

Nos primeiros minutos já vemos como será todo o desenvolvimento do filme, mostrando como a família se comporta tentando se adaptar a essa nova realidade. Podemos acompanhar o desespero do pai (John Krasinski) ao fazer de tudo para proteger sua família, ficamos apreensivos também, nós conseguimos sentir a dor dele, o desespero dele, em fazer de tudo para salvar sua família, ele é o protetor, faz de tudo pelos seus filhos.

Vemos também a mãe (Emily Blunt) uma pessoa super aterrorizada com a situação, pois o filme nos surpreende logo de início e sentimos um pouco do que passa na cabeça dela, o diretor constrói isso muito bem, o quanto ela segura suas emoções, o quanto que ela está desesperada, sem saber de seu futuro e ela demonstra isso de forma excepcional, ela nesse papel está excelente, atuação perfeita com o filme, posso dizer que ela teve um peso essencial para a construção e o desenvolvimento da trama.

Dos filhos do casal, apenas a que mais se destaca é a menina, interpretada pela Milicent Simmons, que na vida real é uma deficiente auditiva, isso é um ponto alto, pois sentimos na pele o drama dela, pois querendo ou não, ela não consegue ouvir seu ambiente, nem os monstros que estão por perto, e para isso ela não precisa atuar, é algo natural, casa muito bem com a atmosfera do filme.

O filme se desenvolve nessa linha, com todos fazendo de tudo para não fazer barulho, você consegue se colocar no lugar deles, há momentos em que você segura até o fôlego com medo dos monstros, que tem um design excelente, realmente aterrorizante. Sobre as criaturas o filme não fala muito como elas vieram, porque elas caçam os humanos, você apenas sabe que eles estão lá e que é uma ameaça. Tirando essa parte o filme é bem construído.

Resumindo, o filme é maravilhoso, é uma obra prima audiovisual, você realmente mergulha na experiência dele e se assusta com cada barulhinho que a família faz. Há algumas partes em que você irá ficar com sono, mas nada que possa tirar seu foco. Os atores estão ótimos, principalmente a Milicent, ela faz o arco sentimental com os pais bem relevante e o filme termina na hora que tem que acabar no final vocês irão se surpreender. Não deixem de assistir, esse é o tipo de filme onde você é OBRIGADO a ver no cinema.

Bom é isso pessoal, espero que tenham gostado. Um grande abraço.

Ramon Rodrigues


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Instagram

Siga-nos